terça-feira, 29 de abril de 2008

Inovação comparada - JC e-mail

JC e-mail 3500, de 29 de Abril de 2008.

3. Inovação comparada

Pesquisa Mobit, divulgada por Glauco Arbix no IEA/USP, aponta obstáculos brasileiros à inovação – como a falta de informação sobre os instrumentos de apoio – com base no estudo das estratégias nacionais de estímulo à inovação em sete países: EUA, Canadá, França, Finlândia, Reino Unido, Irlanda e Japão

Leia mais:
http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=55746

quinta-feira, 24 de abril de 2008

A terminologia como um fator inibidor da transferência da tecnologia

A terminologia como um fator inibidor da transferência da tecnologia
Aldo Barreto
II Simpósio Latino-Americano de Terminologia

terça-feira, 22 de abril de 2008

A conceituação de massa documental e o ciclo de interação entre tecnologia e o registro do conhecimento

A conceituação de massa documental e o ciclo de interação entre tecnologia e o registro do conhecimento

Antonio Miranda e Elmira Simeão

DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação - v.3 n.4 ago/02 , ARTIGO 03

Inteligência Competitiva em Organizações: dado, informação e conhecimento

Inteligência Competitiva em Organizações: dado, informação e conhecimento
Marta Lígia Pomim Valentim

DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação - v.3 n.4 ago/02 , ARTIGO 02

INPI pode fazer banco de busca para que FAPs não financiem a “invenção da roda”

JC e-mail 3493, de 17 de Abril de 2008.

7. INPI pode fazer banco de busca para que FAPs não financiem a “invenção da roda”

O presidente do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), Jorge de Paula Costa Ávila, defendeu que a concessão de recursos pelas FAPs e pela Finep deveriam se basear também numa busca nos bancos de dados de propriedade intelectual Ávila, que trabalhou na Finep antes de ir para o INPI, disse que provavelmente ele próprio já deve ter aprovado projetos que “financiam a invenção da roda”.Segundo ele, não é praxe nem na Finep e nem nas FAPs se realizar uma busca de informações para saber se a inovação que se está buscando já foi ou não patenteada em algum outro lugar.
Leia mais

O que é Gestão do Conhecimento

?

O que é Gestão da Informação?

?

O que é Ciência da Informação?

Campo que estuda a ação mediadora entre a informação e o conhecimento. Diferentemente a biblioteconomia olha, essencialmente, para um fluxo interno ao seu sistema.
(Barreto, in Starec, Gomes e Bezerra, 2006, p. 8).

domingo, 13 de abril de 2008

Inovação sobrevive com dinheiro público

JC e-mail 3420, de 28 de Dezembro de 2007.

1. Inovação sobrevive com dinheiro público

Sistema tecnológico imaturo faz com que empresas demorem para crescer a partir de dinheiro dos fundos privados. Das 128 empresas que estão em uma grande incubadora só 5 tiveram capital privado; uma delas quer faturar até R$ 50 milhões em 2012 Eduardo Geraque escreve para a “Folha de SP”:

Não bastasse ter uma indústria pouco capaz de transformar conhecimento científico em riqueza, o Brasil enfrenta um outro problema: as empresas nacionais que buscam desenvolver inovação tecnológica estão ainda quase todas atreladas ao capital público.

leia mais aqui

Finep tem R$ 2,55 bilhões para inovações em 2008

JC e-mail 3489, de 11 de Abril de 2008.

1. Finep tem R$ 2,55 bilhões para inovações em 2008

Em 2007, os investimentos da Agência em inovação somaram R$ 1,9 bilhão Instituições de ensino e pesquisa e empresas inovadoras de todo o País vão poder contar em 2008 com R$ 2,55 bilhões para o desenvolvimento de novos produtos e processos. Os recursos serão disponibilizados pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), a agência da inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia.

leia mais aqui

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Reajuste das bolsas de pós-graduação

O ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Machado Rezende, confirmou, nesta quarta-feira (9/4), o reajuste dos valores das bolsas de Mestrado e Doutorado.
No entanto, o mês de início da nova tabela vai depender da recomposição do orçamento do CNPq pelo Executivo, uma vez que o Congresso Nacional reduziu em 10% os recursos para Formação e Qualificação de Recursos Humanos em Ciência, Tecnologia e Inovação.

Assessoria de Comunicação Social do CNPq

Semana Nacional de C&T, preparativos

JC e-mail 3486, de 08 de Abril de 2008.

Distrito Federal faz a primeira reunião preparatória da Semana Nacional de C&T

Objetivo do encontro é atrair instituições de pesquisa e ensino a participarem da V Semana Nacional de C&T A coordenação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em Brasília realiza sua primeira reunião preparatória na sexta-feira (11/4), às 9h, no MCT.O objetivo é mobilizar as instituições de ensino e pesquisa a participarem da quinta edição da Semana Nacional de C&T, que este ano tem como tema central "Evolução e Diversidade".

http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=55329

Sergio Rezende apresenta à CCT plano de ação de Ciência, Tecnologia e Inovação

JC e-mail 3486, de 08 de Abril de 2008.

Sergio Rezende apresenta à CCT plano de ação de Ciência, Tecnologia e Inovação

O ministro da C&T apresenta nesta quarta-feira, em audiência pública na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT), no Senado Federal, o plano de ação de Ciência, Tecnologia e Inovação - 2007/2010 O plano tem como principal objetivo definir um amplo leque de iniciativas, ações e programas que possibilitem tornar mais decisivo o papel da Ciência, Tecnologia e Inovação (C,T&I) no desenvolvimento sustentável do país.

http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=55324

segunda-feira, 7 de abril de 2008

O “Esquecedor” e a Sociedade da Informação

por Wilson Gasino

Os avanços da eletrônica neste século mudaram a forma como as pessoas têm acesso e lidam com a informação. O telégrafo, o telex, o rádio, a televisão, o fax e, recentemente a Internet, abriram um mundo novo, possibilitando ao ser humano receber em pouco tempo um volume de informações inimaginável até então.

Essa aceleração da informação trouxe enormes benefícios em termos de avanço científico, comunicação, lazer, processamento de dados e busca do conhecimento. Mas também trouxe ao ser humano o dilema da saturação da informação. A máquina, substituindo o papel, passou a ser a forma mais prática e fácil de acumular e gerenciar dados. A máquina passou a ajudar o homem a se lembrar, ampliando a capacidade de memória da humanidade.

O homem, definido pelo poeta clássico grego Píndaro como "aquele que esquece", "o esquecedor", pensou que a máquina poderia ajudá-lo a lembrar. Mas a máquina multiplicou o número de informações com que o homem lida a cada dia, chegando a níveis absurdos. Hoje, uma pessoa pode ter acesso num só dia a um número equivalente de informações que um sujeito teria a vida inteira na Idade Média.

Leia o artigo completo. Revista Videtur, N. 9,